Ajuda para a MetaTrader 5

Futuros

Um futuro é um instrumento financeiro derivado, por outras palavras, é um contrato bolsista de compra e venda a prazo. Ao ser efetuado, uma das partes se compromete a entregar no dia fixado, e a outra a pagar o preço estabelecido por um artigo ou um ativo financeiro. O artigo ou ativo financeiro, que é o objeto desse contrato, é chamado ativo subjacente.

Os contratos de futuros não são necessariamente efetuados para comprar ou vender um ativo. Geralmente, os participantes no mercado realizam constantemente compras e vendas (ou vice-versa) de futuros para obter lucro a partir da diferença de preços. Além disso, os contratos são "separados" do objeto da transação, tornando-se em um instrumento financeiro independente.

Nas propriedades do instrumento financeiro, o nome do ativo subjacente e do prazo de entrega são indicados no título:

Ativo subjacente e data de entrega

Esse exemplo mostra um contrato de futuros para a ação "OJSC Gazprom" que será entregue em março de 2015.

No mercado de bolsa, os prazos de entrega do ativo subjacente dos contratos futuros são padronizados. Por exemplo, no primeiro trimestre do ano, você pode negociar contratos para entrega no segundo, terceiro e quarto trimestres, ou no segundo para entrega no terceiro, quarto e primeiro do ano seguinte.

Cada dia, a bolsa de valores fornece informações sobre: volumes de negociações efetuadas, número de posições abertas e preços de contratos com vários prazos de cumprimento. Todos esses dados podem ser visualizados selecionando o instrumento desejado na janela "Observação do mercado" e clicando na guia "Detalhes".

Informação detalhada sobre o contrato

Pagamento do contrato

Em contraste com o mercado à vista, onde o pagamento e recebimento de ativos ocorre imediatamente ao efetuar a negociação, no mercado de futuros, todos os pagamentos finais são feitos somente no dia da entrega do ativo subjacente. Até então, se o preço do contrato subir, o comprador pode vendê-lo e obter lucro a partir da diferença de preço (é igual para posições curtas).

Para proteger contra o risco de incumprimento das obrigações contratuais, a bolsa determina a soma de fundos que deve estar presente na conta do trader. Essa soma é chamada de garantia ou margem. Existem dois tipos de margens:

  • Inicial – soma necessária para abrir uma posição (de entrada no mercado).
  • De manutenção – soma que deve estar presente na conta enquanto a posição estiver aberta.

Você pode encontrar mais informações sobre o cálculo de margem em outra seção.

Ao final de cada dia, a bolsa, no decorrer da sessão de compensação, determina o preço de liquidação (clearing). Logo depois, segundo esse preço, são fechadas todas as posições abertas. Em função da diferença entre o preço de abertura e o preço de fechamento da posição (clearing), o lucro/perda recebido no dia anterior será transferido para o saldo do trader. Esse processo é chamado transferência da margem de variação. As operações de balanço de transferência da margem de variação são exibidas na seção "Histórico". Elas levam o comentário "variation margin close".

Transferência da margem de variação

Depois da transferência da margem de variação, as posições são reabertas e agora seu preço de abertura corresponde ao preço de compensação da sessão anterior. As transações de reabertura de posições levam o comentário "variation margin open".